HOMEOPATIA

Homeopatia enquanto aliada no tratamento de dores musculares

No contexto atual que vivemos a nível mundial, o teletrabalho e a prática da atividade física em casa ganharam um novo protagonismo.

Homeopatia enquanto aliada no tratamento de dores musculares

Além do grande receio de ser infetado com o novo coronavírus, a adaptação ao confinamento e a esta nova realidade fez nascer outros problemas de saúde, como a ansiedade, o stress excessivo, dores de cabeça, lombalgias e dores musculares, muito relacionadas com a redução da atividade física diária necessária ao bom funcionamento do organismo.

O nosso corpo está programado para o movimento e para a atividade e a falta de mobilidade provoca dor, rigidez que, por sua vez, pode condicionar ainda mais os nossos movimentos ao longo do tempo. Além disso, a postura inadequada durante a prática do teletrabalho, devido a maus hábitos como trabalhar com o computador no sofá, a altura da cadeira ou as dimensões da secretária, pode originar dores musculares. Os problemas mais frequentes nestes casos são dor cervical e lombalgia.

Também para quem não está habituado a praticar exercício físico recorrente ou pratica apenas um desporto específico, como por exemplo, andar de bicicleta, podem ocorrer descompensações musculares, porque uns grupos musculares são fortalecidos em detrimento de outros.

Nestes casos, é comum o uso de analgésicos, anti-inflamatórios e relaxantes musculares e a Homeopatia é frequentemente negligenciada como uma modalidade para o tratamento da dor. No entanto, merece ser reconhecida como uma terapêutica de primeira linha devido à sua segurança, eficácia e relação custo-benefício. A este nível, a Homeopatia fornece opções eficazes para muitos tipos de doenças musculares e articulares.

Estudos europeus demonstram que doentes que optam pela Homeopatia apresentam um consumo menor de analgésicos. Existe uma variedade de medicamentos homeopáticos, com evidência comprovada, indicados para ajudar no tratamento da dor muscular, no entanto, estes devem escolhidos em função do doente. Porém, a prevenção continua a ser a melhor arma e, nesta fase de confinamento em que nos encontramos, as recomendações a adotar para evitar dores desnecessárias passam essencialmente por:

Estabelecer horários de trabalho e descanso;
Manter uma alimentação saudável e hidratação adequada;
Praticar 30 minutos de exercício antes de iniciar o dia de trabalho;
A cada 45 minutos de trabalho, fazer uma pausa de 5-10 minutos e realizar movimentos de alongamentos dos braços, coluna e pernas;
Praticar, aproximadamente, 30 minutos de atividade desportiva diária. Na prática de atividade física online, procurar ser conduzido por profissionais da área.

Na medida do possível, desenvolver exercícios de força muscular, resistência aeróbica, coordenação, mobilidade articular e flexibilidade.
Descansar o tempo que for necessário.

Fonte: Artigo assinado por Maria Manuel Magalhães, Farmacêutica

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS