CÉLULAS

Contagem de células T pode ajudar no combate à COVID-19

A gravidade da doença COVID-19 pode ser influenciada pelo que os investigadores chamam de “tempestades de citocinas”. Num novo estudo, cientistas internacionais avaliaram 522 pacientes com COVID-19, com idades entre cinco dias e 97 anos, que foram admitidos em dois hospitais de Wuhan, na China, em dezembro de 2019 e janeiro de 2020. O estudo também incluiu um “grupo controlo” de 40 pessoas saudáveis.

Contagem de células T pode ajudar no combate à COVID-19

Comparado ao grupo controlo, 76 por cento dos pacientes com COVID-19 apresentaram níveis significativamente mais baixos de células T - um tipo de glóbulo branco que desempenha um papel crucial na resposta imune contra infeções virais.

Os pacientes admitidos em unidades de cuidados intensivos (UCI) tinham contagens muito mais baixas de células T, face aos que não precisavam de cuidados em UCI.

Pacientes com mais de 60 anos tiveram a menor contagem de células T, e as células T que sobreviveram nos pacientes com COVID-19 estavam esgotadas e incapazes de funcionar em plena capacidade, disseram os autores do estudo.

Os pacientes com COVID-19 também apresentaram altos níveis de citocinas - uma proteína que normalmente ajuda a combater a infeção. Muitas citocinas podem levar a uma resposta inflamatória excessiva chamada “tempestade de citocinas”, que faz com que as proteínas ataquem células saudáveis.

Isso sugere que o novo coronavírus não ataca diretamente as células T. Em vez disso, desencadeia a libertação de citocinas, que resulta na perda e exaustão das células T, disseram os autores do estudo.

Os resultados do estudo fornecem novas pistas sobre como tratar a COVID-19, podendo indicar quais pacientes precisarão de uma intervenção precoce mais urgente.

Além disso, os cientistas ressaltam que estudos futuros devem focar-se na identificação de subgrupos de células T que podem ser mais importantes no combate à COVID-19, além de identificar medicamentos que aumentam a contagem e o funcionamento das células T.


OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS