NUTRIÇÃO

Crianças não sabem obter informação nutricional adequada online

Crianças que procuram informações online sobre nutrição podem ser mais propensas à obesidade, uma vez que um novo estudo publicado no Journal of Nutrition Education and Behavior mostrou que a falta de conhecimento em saúde digital pode levar as crianças a interpretar e a adotar recomendações destinadas a adultos ou a seguir orientações de fontes não credíveis.

Crianças não sabem obter informação nutricional adequada online

Cientistas da Universidade de Miami, nos Estados Unidos, recrutaram 25 crianças, com idades entre os nove e os 11 anos que participaram nesse estudo.

Segundo os cientistas, das 25 crianças analisadas, apenas três conseguiram identificar corretamente quantos grupos de alimentos existem e nomeá-los; contudo, nenhuma destas crianças conseguiu dizer a quantidade, de cada grupo de alimentos, que deveria ser consumida.

As questões foram, primeiramente, colocadas sem que as crianças pudessem procurar as respostas na internet; numa segunda fase, os cientistas permitiram que os participantes respondessem às mesmas questões, com base nas suas pesquisas online.

De acordo com o estudo, existe uma vulnerabilidade real nos sistemas de educação nutricional que podem dar origem a problemas futuros no sistema de saúde pública, uma vez que a falta de conhecimento das crianças pode levar a problemas de saúde no futuro, quando estas se tornarem adultas.

Fonte: Eurekalert

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS