PREVENÇÃO

Arrancou nova campanha de angariação de fundos para adquirir EPIS

O movimento da sociedade civil SOS.COVID19.PORTUGAL acaba de arrancar com a sua segunda campanha de angariação de fundos, desta vez para a aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIS) para os profissionais de saúde e cuidadores 521 lares e 190 instituições de cuidados continuados da União das Misericórdias Portuguesas.

Arrancou nova campanha de angariação de fundos para adquirir EPIS

Esta campanha respondeu ao apelo do Presidente desta instituição, Manuel Lemos, que informou que as necessidades desses equipamentos são prementes e que alguns desses estabelecimentos se encontram já em rotura.

Todo o dinheiro angariado será transformado em EPI, nomeadamente, máscaras, luvas, batas, fatos de proteção, proteções oculares, etc.), que serão entregues pelo próprio movimento, à semelhança do que aconteceu com a campanha realizada com os hospitais, na sede da União das Misericórdias, para que esta os possa distribuir equitativamente pelos vários centros.

As necessidades atuais dos EPIS para quem cuida dos idosos são brutais. Nesta altura, e para um período de 60 dias, os centros necessitam de dois milhões de luvas de latex, quatro milhões de luvas de nitrilo, 20 mil caixas de máscaras cirúrgicas, 25 mil unidades de máscaras FFP3 e 175 mil FFP2, 100 mil litros de álcool gel, batas, fatos, viseiras e toucas.

Esta nova campanha do SOS.COVID19.PORTUGAL decorrerá nas mesmas plataformas em que decorreu a dos hospitais e será coordenada em parceria com a própria União das Misericórdias.

Como referiu Mariana Roque do Vale, uma das oito fundadoras do SOS.COVID.PORTUGAL, “perante o momento que vivemos, e depois de confrontadas com a realidade dramática vivida pelos idosos institucionalizados,  não pudemos deixar de responder aos diversos apelos que nos chegaram através de várias pessoas e entidades, no sentido de prosseguirmos com este movimento de entreajuda”.

Refere ainda que “perante a situação trágica que passamos, o momento é de entreajuda e de solidariedade e o SOS.COVID19.PORTUGAL só não ajudará naquilo que não lhe seja mesmo possível fazê-lo. Sabemos que só através da solidariedade e da ajuda entre todos conseguiremos superar este momento e prepararmo-nos para o futuro”.

Fonte: SOS.COVID19.PORTUGAL

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS