GASTROENTEROLOGIA

Enzima FAI preserva função da barreira intestinal

Um estudo publicado no JCI Insight descreve que cientistas internacionais descobriram que a enzima fosfotase alcalina intestinal (FAI) ajuda a prevenir a permeabilidade e a inflamação sistémica intestinal.

Enzima FAI preserva função da barreira intestinal

 
Os investigadores verificaram que suplementos orais da enzima FAI em ratos mais velhos preservaram significativamente a função da barreira intestinal e foram associados à preservação de homeostase da microbiota intestinal durante o envelhecimento.
 
Concluiu-se que a enzima manteve a composição das bactérias intestinais e controlou a inflamação crónica que ocorre durante o envelhecimento.
 
Sendo esta uma enzima de ocorrência natural e que permanece nos intestinos, esta não deve ser tóxica para os humanos, destacou Richard Hodin, um dos autores do estudo.
 
Tendo em conta que a FAI confere propriedades anti-inflamatórias, pode ter impacto, não só em doenças inflamatórias intestinais como a doença de Crohn e a colite ulcerosa, como outros problemas de saúde como a obesidade e a [url-publico=/pt/toda-a-saude/saude-humana/a-diabetes-fantasma-da-sociedade-ocidental]diabetes[/url, concluiu o cientista.

Fonte: Scitechdaily

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS