SNS

Tutela continua a investir na contratação de médicos em Bragança

A Ministra da Saúde garantiu esta quinta-feira, 27 de fevereiro, que vai continuar a investir na contratação de médicos para fazer face à falta de recursos humanos na Unidade Local de Saúde (ULS) do Nordeste, onde o serviço de imagiologia tem apenas um especialista.

Tutela continua a investir na contratação de médicos em Bragança
IMAGIOLOGIA MÉDICA

MEDICINA E MEDICAMENTOS

IMAGIOLOGIA MÉDICA

Em declarações aos jornalistas, Marta Temido explicou que o serviço de imagiologia está nesta situação desde que um dos dois especialistas se aposentou, deixando o serviço, que serve todo o distrito de Bragança, com apenas um clínico que dentro de quatro anos também atingirá a idade de aposentação.

“Vamos fazer aquilo que costumamos fazer, tentar que novos especialistas optem por se fixar nesta região”, assegurou.

O Serviço de Pneumologia da ULS do Nordeste vive uma situação idêntica e, segundo a ministra, este serviço tem apenas dois especialistas.

“O Governo de Portugal, está empenhado em continuar a investir nestas áreas para melhorar a coesão territorial”, reiterou durante a sua intervenção, sublinhando que esta unidade, embora tenha “dificuldades de recursos humanos”, tem listas de espera quase “inexistentes”.

Durante a visita à Unidade Hospitalar de Bragança, onde foi inaugurado novo equipamento para o Serviço de Imagiologia – Raio X, Marta Temido anunciou ainda a contratação de cinco médicos de família que acabaram a sua formação naquela região.

Na intervenção que fez naquela unidade hospitalar, a ministra da tutela reconheceu que há falta de recursos humanos no distrito, sendo que no caso particular dos médicos de família a questão coloca-se, sobretudo, pelo envelhecimento daquele grupo profissional.

De acordo com Marta Temido, a Unidade Local de Saúde do Nordeste tem, atualmente, 143 médicos de família, 47 por cento dos quais tem mais de 60 anos.

Apesar deste ser um cenário em tudo idêntico ao encontrado em outras regiões do país, particularmente na zona Norte, a Ministra reconhece que é preciso uma “redobrada atenção” para este caso, no sentido de evitar que haja uma regressão na cobertura de médicos de família na região cuja cobertura, diz a governante, é integral.

Nesse sentido, avança a governante, a tutela vai continuar a apostar nas contratações de novos clínicos.

As declarações foram proferidas na visita à Unidade Hospitalar de Bragança, que decorreu no âmbito da iniciativa “Governo mais próximo”, que vai levar os governantes a percorrer o país ao longo da legislatura, com o objetivo de “entrar em contacto direto com cada região e a população”, e exercer uma “governação de proximidade”.

Fonte: SNS

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS