ALIMENTAÇÃO

SES relembrou: Melhor escolha alimentar é mais saúde

O Secretário de Estado da Saúde (SES) lembrou esta quarta-feira, 26 de fevereiro de 2020, que “os hábitos alimentares inadequados são um dos fatores de risco que mais contribui para a perda de anos de vida saudável” e defendeu que é preciso reverter esta realidade, através de uma resposta sólida, integrada e eficaz ao nível da prevenção, capacitando os cidadãos para escolhas informadas e adequadas à sua saúde.

SES relembrou: Melhor escolha alimentar é mais saúde

António Lacerda Sales falava no Instituto Nacional de Saúde Pública Doutor Ricardo Jorge, na abertura do seminário “Escolhas Alimentares Informadas: Literacia Nutricional do Consumidor”, organizado pela Ordem dos Nutricionistas.

“Todos conhecemos a realidade associada ao excesso de peso na idade adulta. Todos nós sabemos que Portugal continua a ser um dos países europeus em que o nível de obesidade infantil é superior”, afirmou.

“Preocupa-nos, e deve ser uma preocupação coletiva, que as doenças cardiovasculares continuem a ser a principal causa de morte em Portugal”, prosseguiu.

O governante lembrou que este problema e outras doenças crónicas, tais como a diabetes e as doenças oncológicas, “afetam milhões de portugueses e não só têm impacto na saúde e qualidade de vida dos portugueses, como também representam custos elevados para o Serviço Nacional de Saúde” e revelou que para a capacitação dos cidadãos através da literacia alimentar, é “indispensável que o Estado desenvolva os instrumentos necessários para permitir que cada português reúna todas as condições para realizar a sua escolha de forma consciente e em liberdade”.

António Lacerda Sales revelou que o Governo português tem trabalhado no desenvolvimento de mecanismos que reforcem a política alimentar, tornando-a uma área de intervenção prioritária para a prevenção e controlo de doenças crónicas, através do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável (PNPAS), e da Estratégia Integrada para a Promoção da Alimentação Saudável (EIPAS).

“Com cidadãos informados, teremos melhores escolhas alimentares. E com escolhas alimentares mais saudáveis teremos mais saúde”, concluiu.

Fonte: SNS

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS