VITAMINA-C

Vitamina C reduz tempo de ventilação artificial em doentes graves

Uma meta-análise realizada por investigadores da Universidade de Helsínquia, na Finlândia, revela que a administração de vitamina C diminui o tempo de ventilação artificial em doentes nos cuidados intensivos, dependendo da severidade da doença. O estudo foi publicado no Journal of Intensive Care.

Vitamina C reduz tempo de ventilação artificial em doentes graves

 
Em cinco ensaios clínicos controlados com 471 doentes em ventilação artificial por mais de dez horas, a vitamina C diminuiu o tempo de ventilação em cerca de 25 por cento, mostrou o estudo.
 
A vitamina C tem vários efeitos bioquímicos. Influencia o sistema cardiovascular através da síntese de vasopressinas e norepinefrinas, assim como auxilia o metabolismo na síntese de carnitinas.
 
Estudos anteriores mostram que esta vitamina diminui a fibrilhação atrial e a broncoconstrição. Uma meta-análise anterior mostrou ainda uma redução de oito por cento do tempo de permanência nos cuidados intensivos devido à vitamina C.

Normalmente, os doentes em estado crítico têm baixos níveis de plasma de vitamina C e necessitam que lhes sejam administradas grandes doses para repor os níveis e compensar o aumento metabólico.
 
Na presente meta-análise de oito ensaios relevantes, concluiu-se que a administração de vitamina C diminuiu o tempo de ventilação em 14 por cento, embora dependa da duração da ventilação.
 
A vitamina C não teve qualquer efeito em ventilações de menos de dez horas. No entanto, em cinco dos ensaios analisados, 1-6 gramas por dia administradas a doentes com mais de dez horas de ventilação diminuiu o tempo de ventilação necessário em 25 por cento.


OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS