PARASITAS

Descoberto mecanismo do parasita da malária contra sistema imune

Um mecanismo desconhecido que permite ao parasita da malária esconder-se das células imunitárias, evitando ser eliminado, foi descoberto por cientistas da Rede de Imunologia de Singapura. O estudo foi publicado na revista eLife.

Descoberto mecanismo do parasita da malária contra sistema imune
MALÁRIA, FLAGELO ERRADICÁVEL

DOENÇAS E TRATAMENTOS

MALÁRIA, FLAGELO ERRADICÁVEL

O parasita da malária invade e matura nas células sanguíneas eritrócitos e é reconhecido pelo sistema imunitário como intruso.

No entanto, o parasita evoluiu e para escapar à eliminação pelas células imunitárias (fagocitose), desenvolveu um mecanismo pelo qual “cola” uma célula infetada a outras não infetadas, criando uma estrutura em forma de flor chamada roseta.
 
Para entender de que forma este mecanismo evoluiu, os autores do estudo incubaram células imunitárias (fagócitos) com amostras de células infetadas com malária e descobriram que a formação de rosetas aumentava 10-40 por cento com a presença dos fagócitos, sugerindo que este mecanismo é despoletado pela presença das células imunitárias.
 
Uma análise mais profunda permitiu aos cientistas verificarem que a substância IGFBP7 (proteína 7 de ligação ao fator de crescimento semelhante à insulina) é necessária à formação das rosetas. Observou-se ainda que, quando adicionada esta proteína em dois parasitas diferentes da malária, as rosetas formavam-se mesmo sem a presença dos fagócitos.
 
“Ao usar esta molécula (…,), as células infetadas com malária recrutam células não infetadas para formar uma barreira protetora [à sua volta], a roseta, permitindo-lhes escapar à destruição pelo sistema imunitário. Os nossos resultados mostram que atingir este mecanismo pode ser uma abordagem eficaz no desenvolvimento de novos fármacos anti-malária”, explicou Laurent Renia, líder do estudo.

Fonte: Science Daily

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS