HIPERATIVIDADE

Obesidade materna associada a TDAH

A obesidade materna pode aumentar o risco de uma criança ter um transtorno do défice de atenção e hiperatividade, de acordo com uma análise realizada pelo Instituto Nacional de Saúde Infantil e Desenvolvimento Humano Eunice Kennedy Shriver, nos Estados Unidos.

Obesidade materna associada a TDAH

Os cientistas descobriram que mães – mas não pais – que estavam acima do peso ou obesas antes da gravidez eram mais propensas a relatar que os seus filhos, com idades entre os sete e os oito anos, haviam sido diagnosticados com transtorno do défice de atenção e hiperatividade ou que apresentavam sintomas de hiperatividade, desatenção ou impulsividade. O estudo foi publicado no The Journal of Pediatrics.

Os autores sugerem que, se as descobertas forem confirmadas por estudos adicionais, os profissionais de saúde podem querer rastrear filhos de mães obesas para identificar crianças com transtorno de défice de atenção e hiperatividade e tratar precocemente a condição.

Os autores também observam que os profissionais de saúde podem usar estratégias baseadas em evidências para aconselhar mulheres que estejam a considerar engravidar.

Fonte: Eurekalert

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS