DEPRESSÃO

Cesariana com anestesia geral eleva risco de depressão pós-parto

Um estudo de investigadores da Faculdade de Saúde Pública Mailman e do Centro Médico Irving da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, concluiu que a anestesia geral em cesariana aumenta a probabilidade de desenvolvimento de depressão pós-parto. O estudo foi publicado na revista Anesthesia & Analgesia.

Cesariana com anestesia geral eleva risco de depressão pós-parto

 
A depressão pós-parto aumentou sete vezes nos últimos 15 anos nos Estados Unidos, com uma incidência de uma em cada sete mulheres.
 
A equipa liderada pelo cientista Jean Guglielminotti analisou dados sobre cesarianas ocorridas nos hospitais de Nova Iorque entre 2006 e 2013. Das 428 204 cesarianas, 34 356 (oito por cento) foram realizadas com anestesia geral.
 
As depressões pós-parto que requereram hospitalização foram contabilizadas em 1 158 mulheres (três por cento) das quais 60 foram identificadas na readmissão 164 dias depois do parto.
 
Comparando com a anestesia local, os investigadores notaram que a anestesia geral está ligada a um amento de 54 por cento de probabilidade de depressão pós-parto.

A probabilidade aumenta para 91 por cento relativamente a pensamentos suicidas e danos auto-inflingidos.
 
“A anestesia geral na cesariana aumenta o risco de depressão pós-parto porque atrasa a iniciação do contacto pele com pele entre mãe e filho, assim como a amamentação, muitas vezes resultando em dores pós-parto mais agudas e persistentes”, afirma Jean Guglielminotti.

Fonte: News Medical

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS