MENOPAUSA

Menopausa precoce eleva risco de problemas de saúde

Um estudo publicado na revista Human Reproduction e liderado por cientistas do Centro de Investigação do Curso Longitudinal e da Vida da Universidade de Queensland, na Austrália, revela que a menopausa precoce aumenta em três vezes o risco de problemas de saúde após os 60 anos de idade.

Menopausa precoce eleva risco de problemas de saúde

 
Já se sabia que a menopausa prematura que ocorre aos 40 anos ou menos está associada a vários problemas, como doenças cardiovasculares e diabetes. Contudo, não existe muita informação sobre a relação entre a menopausa em idade natural e o desenvolvimento de múltiplas doenças.

Os investigadores analisaram 5 107 mulheres entre os 45 e os 50 anos de idade, entre 1996 e 2016, que responderam a um questionário de três em três anos sobre se haviam sido diagnosticadas com diabetes, hipertensão, doença cardíaca, AVC, artrite, osteoporose, asma, doença pulmonar obstrutiva crónica, depressão, ansiedade ou cancro da mama. As mulheres com mais de dois destes problemas eram consideradas como tendo multimorbilidade.
 
Durante os 20 anos do estudo, 2,3 por cento das mulheres experienciaram menopausa prematura e 55 por cento desenvolveram multimorbilidade. 
 
Comparando com as mulheres cuja menopausa começou aos 50-51 anos, as mulheres com menopausa precoce tinham o dobro da probabilidade de desenvolver multimorbilidade aos 60 anos e o triplo da probabilidade a partir dos 60 anos.
 
“Verificou-se que 71 por cento das mulheres com menopausa prematura haviam desenvolvido multimorbilidade aos 60 anos, contra 55 por cento das mulheres que haviam experienciado a menopausa aos 50-51 anos”, disse Xiaolin Xu, um dos autores do estudo.
 
Os autores do estudo alertam para a necessidade de maior acompanhamento das mulheres com menopausa precoce com o objetivo de reduzir o desenvolvimento de doenças e multimorbilidade.

Fonte: Eurekalert

TEMAS

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS