DIETA

Conheça as melhores (e as piores) dietas para 2020

A revista especializada US News & World Report publica anualmente um ranking das melhores dietas para seguir em várias categorias, incluindo “melhor dieta em geral”, “para perder peso”, “para diabetes”, “mais fácil de seguir”, “para uma alimentação saudável”, entre outras.

Conheça as melhores (e as piores) dietas para 2020

A lista é elaborada por médicos e nutricionistas norte-americanos de renomadas instituições, como as universidades Johns Hopkins, Harvard e de Nova York.

A campeã na categoria “melhor dieta em geral” para 2020 é a mundialmente conhecida dieta mediterrânica. Esta dieta também é indicada para quem quer apenas ter uma alimentação mais saudável e equilibrada, com maior consumo de legumes, verduras e frutas, por exemplo.

As dietas que estão no topo das principais categorias do ranking são: Melhor dieta em geral: mediterrânica. Pelo terceiro ano consecutivo, a dieta mediterrânica foi considerada a melhor dieta entre todas as outras por ter levado a melhor classificação em diversas categorias, incluindo melhor dieta para diabetes, melhor dieta para alimentação saudável, melhor dieta baseada em vegetais e mais fácil de seguir.

Inúmeros estudos já comprovaram os benefícios desse tipo de alimentação. Além de reduzir o risco de diversos problemas de saúde, como diabetes, problemas cardiovasculares, demência, depressão e cancro, a dieta mediterrânica também está associada a ossos mais fortes, maior expetativa de vida e até mesmo perda de peso.

Os vegetais são a base dessa dieta, que inclui grandes porções de frutas, legumes e verduras, grãos integrais, feijões e sementes, nozes e castanhas, e uma forte ênfase no azeite extra-virgem (gorduras que não provenham do azeite, como a manteiga, são consumidas raramente).

A carne vermelha, o açúcar refinado e a farinha são itens que devem ser evitados. Para os substituir, adiciona-se ovos, laticínios e carne branca, como frango e peixe – todos em porções mais pequenas do que na alimentação tradicional.

Pior dieta em geral: Dukan. A dieta Dukan, também conhecida como “dieta da princesa” teve a pior classificação do ranking geral de “melhores dietas”. De acordo com os especialistas, essa dieta “é muito restritiva e não há evidências de que seja eficaz”.

Esta dieta é baseada na teoria de que contar calorias não é a chave para a perda de peso: a proteína é. Para atingir o objetivo da perda de peso, este regime alimentar implica a limitação do consumo de hidratos de carbono, a principal fonte de energia do corpo. Sem energia, o corpo precisa recorrer a um combustível alternativo: a gordura armazenada.

A base dessa alimentação é a carne vermelha, peixes e vegetais e a promessa é a perda de até 4,5 quilos numa semana. No entanto, a falta de hidratos de carbono pode gerar problemas cognitivos, irritabilidade, além de causar diabetes e doenças cardiovasculares.

Melhor dieta para emagrecer: Vigilantes do Peso. A dieta do grupo Vigilantes do Peso foi considerada, pelo segundo ano consecutivo, a melhor para quem quer perder peso. Esta dieta foi bem classificada tanto no emagrecimento a curto prazo quanto a longo prazo.

O programa, um dos mais antigos e conhecidos para a perda de peso, funciona por meio de um sistema de pontos, no qual comidas e bebidas recebem uma pontuação de acordo com o seu valor nutricional e os participantes têm um máximo de pontos que podem consumir por dia.

O grupo propõe a adoção de um estilo de vida que combina hábitos saudáveis tanto na alimentação quanto na prática de exercícios físicos. Dessa forma, o método promove uma redução de peso de forma gradual e sustentável.

A desvantagem é que este é um programa pago de emagrecimento. Os participantes inscrevem-se num dos métodos disponíveis que consistem em reuniões de acompanhamento, sugestão de cardápios e receitas saudáveis com base no controlo da quantidade das calorias consumidas diariamente. De acordo com os especialistas, a ênfase no apoio às pessoas que fazem a dieta é um ponto forte do programa.

Pior dieta para emagrecer: Alcalina. A dieta alcalina ácida ficou em último lugar na categoria de perda de peso a curto prazo. Embora não seja uma dieta de perda de peso propriamente dita – foi elaborada para controlar o pH e melhorar a saúde e a longevidade –, enfatiza o consumo de alimentos vegetais, o que pode incentivar a perda de peso. Contudo, como não há limite diário de calorias, a perda de peso não é um objetivo da dieta.

A dieta alcalina tem como base a teoria de que o pH natural do organismo e o nível de acidez do sangue podem ser alterados de acordo com a alimentação. Dessa forma, alimentos ácidos poderiam contribuir para o desenvolvimento de doenças como artrite, osteoporose, doenças nos rins, no fígado e cancro. A dieta tem como foco reduzir o consumo de alimentos ácidos priorizando o consumo de frutas e vegetais.

No entanto, essa teoria ainda não tem comprovação científica, segundo os especialistas. De acordo com a ONG britânica Cancer Research UK, embora comer frutas reduza a acidez da alimentação, estas não têm nenhum impacto no pH sanguíneo. Além disso, esse plano alimentar possui muitas regras e é muito restritivo para ser sustentável em longo prazo.

Melhor dieta para emagrecer rapidamente: HMR. A dieta HMR foi a primeira colocada na categoria de perda rápida de peso (ou seja, em até um ano), também pelo segundo ano consecutivo. Funciona assim: o indivíduo escolhe entre três planos alimentares, com menus que vão de 500 a 1 400 calorias por dia e incluem refeições prontas e shakes para serem consumidos no lugar do pequeno-almoço ou jantar.

Fonte: Veja

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS