OBESIDADE

Estudo revela dados sobre complexidade da obesidade infantil

Num estudo realizado pela Universidade de Notre Dame, em França, cientistas examinaram de que forma várias caraterísticas psicológicas de crianças que sofrem de obesidade, como a solidão, a ansiedade e a timidez, combinadas com caraterísticas semelhantes dos seus pais ​​e a dinâmica familiar afeta os resultados da intervenção nutricional.

Estudo revela dados sobre complexidade da obesidade infantil

Os cientistas descobriram que existe um “efeito de rede”, sugerindo uma abordagem personalizada e abrangente do tratamento para melhorar os resultados de intervenções nutricionais. No total, foram avaliadas 1 541 crianças.

A principal conclusão do estudo aponta para o impacto significativo que os pais têm na saúde dos seus filhos quando se trata de nutrição.

Uma forte dinâmica familiar, como preocupação com comportamento e tratamento e um senso de proteção para a criança, levou a melhores resultados de intervenções nutricionais. No entanto, a falta de autoridade levou a mudanças mínimas nos resultados.

O estudo também destaca a necessidade de os profissionais de saúde expandirem os seus pontos de vista sobre as populações de pacientes.

Por exemplo, enquanto os programas de tratamento que incorporam o desenvolvimento do relacionamento interpessoal – familiar ou não – podem melhorar os resultados de intervenções nutricionais, o mesmo plano de tratamento pode não ter o mesmo resultado para crianças que experimentam a solidão associada à ansiedade.


OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS