ALCOOLISMO

Consumo perigoso de álcool por crianças e jovens aumenta

As Comissões de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) receberam no ano passado 385 sinalizações de crianças e jovens que assumiram ou estavam expostos a comportamentos relacionados com o consumo de bebidas alcoólicas.

Consumo perigoso de álcool por crianças e jovens aumenta

Segundo o sumário executivo dos relatórios de 2018 a que a Lusa teve acesso sobre a situação do país em matéria de drogas, toxicodependência e álcool, foram registadas, no ano passado, “385 sinalizações comunicadas às CPCJ em processos instaurados em que crianças/jovens assumem (200) ou são expostos (185) a comportamentos relacionados com o consumo de bebidas que afetam o seu bem-estar e desenvolvimento”.

Estes dados representam um aumento de 27 por cento relativamente a 2017 e, segundo os relatórios divulgados, os valores dos três últimos anos foram os mais elevados do quinquénio.

Em 2018, foram efetuados 96 diagnósticos principais relacionados com estas situações, representando um acréscimo de dez por cento face a 2017.

Foram ainda aplicadas 121 contraordenações relacionadas com a disponibilização ou venda a menores, segundo o sumário executivo dos relatórios, que assinala “o acréscimo deste tipo de contraordenações nos últimos quatro anos (mais 23 por cento relativamente a 2017 e mais 109 por cento entre 2015 e 2018)”.

Fonte: Lusa

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS