COLESTEROL

Estudo sugere realizar o teste de colesterol a partir dos 25 anos

Jovens com apenas 25 anos de idade deveriam começar a monitorizar os seus níveis de colesterol, para que tenham mais oportunidades de mudar hábitos de vida prejudiciais ou mesmo começar a tomar medicamentos para reduzir os riscos de um enfarte ou AVC anos mais tarde. Em geral, esse controlo só começa a ser feito bem mais tarde.

Estudo sugere realizar o teste de colesterol a partir dos 25 anos

A recomendação surge da compilação de diversos estudos internacionais envolvendo quase 400 mil pessoas em 19 países, acompanhadas por mais de 40 anos.

Segundo os resultados do estudo de meta-análise, publicados no Lancet Medical Journal, os níveis de mau colesterol ao longo da vida estão diretamente relacionados com a ocorrência de problemas cardíacos.

As conclusões do estudo podem levar à prescrição de fármacos para baixar o colesterol a pessoas muito novas. Normalmente, os medicamentos só começam a ser usados depois dos 40 anos. Os potenciais efeitos colaterais do uso de estatinas (medicamentos para baixar o colesterol) a longo prazo não foram ainda completamente identificados.

O estudo demonstrou que uma pessoa com 45 anos que apresenta um nível de mau colesterol alto tem mais riscos de ter um enfarte ou um AVC aos 75 anos do que aqueles que só apresentaram o indicador aos 60. Uma explicação seria a acumulação de gordura no sangue ao longo de mais tempo.

O estudo estima que homens com menos de 45 anos com colesterol alto e outros dois fatores de risco têm uma probabilidade de 29 por cento de apresentar problemas cardíacos aos 75 anos.

Para um homem com mais de 60 anos que apresente as mesmas características, esse risco é de 21 por cento. Em mulheres, as percentagens são 16 e 12 respetivamente.

Os autores do estudo dizem que é importante conhecer os níveis de mau colesterol desde cedo para ter a oportunidade de os reduzir por meio da prática de exercício, alimentação saudável e perda de peso.

“Precisamos começar cedo”, afirmou o professor alemão Stefan Blankenberg, que participou do consórcio internacional. “Determinar os níveis de mau colesterol deveria estar nas nossas diretrizes já a partir de uma idade mais jovem, entre 25 e 30 anos”, concluiu.

Para os mais jovens, a recomendação inicial não seria a de tomar medicamentos. Segundo Fernando Costa, diretor de Promoção de Saúde Cardiovascular da Sociedade Brasileira de Cardiologia, a prevenção deve começar na infância.

“A atividade física e a alimentação saudável são suficientes para modificar o panorama da incidência de doenças no futuro”, frisou.

Alimentos como laticínios e carne vermelha gorda podem contribuir para o aumento do mau colesterol. Alguns jovens, no entanto, podem ter o colesterol alto por razões genéticas, disse ainda o especialista.

Fonte: Terra

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS