GRAVIDEZ

Alterações de peso entre gestações associada a partos prematuros

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Southampton, em Inglaterra, descobriu que mulheres que não estão acima do peso e que perdem peso significativo (mais de 3 kg/m2) entre a primeira e a segunda gravidez podem ter um risco maior de um parto prematuro do que aquelas que mantêm um peso estável.

Alterações de peso entre gestações associada a partos prematuros

Esse vínculo foi evidente apenas em mulheres cujo índice de massa corporal estava dentro da faixa recomendada de 18,5 e 24,9 kg/m2 no início da primeira gravidez. Uma em cada 100 dessas mulheres perdeu mais de 3kg/m2 entre as gestações.

As descobertas, publicadas na revista PLOS ONE, não mostraram uma ligação entre a perda de peso e o parto prematuro em mulheres com excesso de peso no início da primeira gravidez ou em mulheres que aumentaram de peso entre as gestações.

No entanto, outro estudo realizado pela mesma equipa de pesquisa e publicado na revista BMJ Open demonstrou que uma proporção maior de bebés nascidos de mulheres que tiveram um aumento de peso significativo entre as gestações era muito grande ao nascer, em comparação com as mulheres que perderam peso ou permaneceram com um peso estável entre gestações.

As mulheres que ganharam uma quantidade significativa de peso no início da segunda gravidez tiveram maior probabilidade de serem fumadoras, desempregadas e com menor nível educacional, em comparação com aquelas que mantiveram um peso estável entre as gestações.


OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS