OBESIDADE

Erva medicinal chinesa pode oferecer nova estratégia na obesidade

Cientistas chineses sugerem que a queima de energia pela ativação do tecido adiposo castanho pode ser uma estratégia alternativa e eficiente para combater a obesidade.

Erva medicinal chinesa pode oferecer nova estratégia na obesidade

Os investigadores descobriram que um extrato de ginseng, uma erva utilizada na medicina tradicional chinesa, pode induzir a bactéria Enterococcus faecalis a produzir um ácido graxo de cadeia longa – o ácido miristoleico.

Segundo o estudo, a E. faecalis e o ácido miristoleico podem reduzir a adiposidade via ativação do tecido adiposo castanho.

Estudos anteriores mostraram que o tecido adiposo castanho facilita o controlo do peso e gera um potente efeito anti-obesidade.

Portanto, o aumento da atividade do tecido adiposo castanho poderia ser uma abordagem terapêutica nova e eficaz contra a obesidade e doenças relacionadas.

O estudo foi realizado pelo Instituto de Zoologia da Academia Chinesa de Ciências.

Fonte: Eurekalert

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS