CANCRO

Incidência de cancro colorretal em adultos jovens aumenta

O cancro colorretal de início precoce (CCR) está a aumentar nos Estados Unidos, apesar do rápido declínio nas idades mais avançadas. Padrões similares são relatados na Austrália e no Canadá, mas falta uma análise global abrangente dos dados contemporâneos.

Incidência de cancro colorretal em adultos jovens aumenta

Investigadores da American Cancer Society extraíram dados de longo prazo do Cancer Incidence in Five Continents e de fontes suplementares para relatar taxas e tendências mundiais de incidência de CRC por idade (20 a 49 anos e 50 anos ou mais) até o ano de diagnóstico de 2012 ou mais (Austrália, Finlândia, Nova Zelândia, Noruega, Suécia e Estados Unidos).

Os cientistas descobriram que, em adultos com idade inferior a 50 anos, as taxas de incidência de CCR padronizadas por idade variaram de 3,5 por 100 mil habitantes na Índia a 12,9 na Coreia do Sul, entre 2008 e 2012.

A incidência em adultos inferior a 50 anos foi estável em 14 dos 36 países durante os mais recentes dados disponíveis; houve declínio na Áustria, Itália e Lituânia; e aumentos foram observados em 19 países, nove dos quais com tendências estáveis ou em declínio entre os idosos.

As inclinações na incidência de adultos mais jovens foram duas vezes mais rápidas que as de adultos mais velhos no Chipre, na Holanda e na Noruega.

O aumento da doença de início precoce começou em meados da década de 90 na maioria dos países de alta renda com dados de longo prazo. Nos adultos mais jovens, os aumentos mais acentuados foram observados na Coreia do Sul e na Nova Zelândia (variação percentual anual média, 4,2 e 4,0, respetivamente).

O estudo concluiu que as taxas de incidência do CCR aumentaram exclusivamente em adultos jovens em nove países de alta renda, abrangendo três continentes, sinalizando potencialmente mudanças nas exposições iniciais que influenciam a carcinogénese do intestino grosso.

O estudo foi publicado na revista Gut.


OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS