DEPRESSÃO

Ingerir fast-food pode prever aparecimento de sintomas depressivos

Um estudo inovador constatou que os níveis de sódio e potássio ingeridos através da dieta podem ser preditores de depressão futura em adolescentes.

Ingerir fast-food pode prever aparecimento de sintomas depressivos

Os cientistas acompanharam 84 estudantes durante um ano e meio. O estudo concentrou-se em jovens afro-americanos em maior risco de se alimentarem com uma dieta pobre.

No início e no final do estudo, os cientistas recolheram amostras de urina dos participantes e administraram um teste de triagem comummente usado para depressão.

A urina foi testada quanto aos níveis de sódio e potássio; o estudo descobriu que o sódio na urina é um marcador confiável de quanto sal uma pessoa ingere regularmente e pode ​​refletir o consumo de alimentos processados ​​e não saudáveis.

Por sua vez, os níveis de potássio na urina também são considerados um marcador da qualidade geral da dieta, com uma maior excreção de potássio correlacionada positivamente com uma maior ingestão de vegetais, frutas, grãos integrais, peixes e aves.

Níveis baixos de potássio na urina, semelhantes aos altos níveis de sódio, estão associados à ingestão de fast-food.

Níveis mais altos de sódio e potássio mais baixos não estavam relacionados aos sintomas de depressão na leitura inicial no início do estudo, mas previram aumento da depressão no acompanhamento no final do estudo.

Os resultados, publicados na revista Physiological Reports, sugerem que reduzir o consumo de alimentos ricos em sódio e aumentar o consumo de alimentos ricos em potássio (por exemplo, frutas, vegetais e grãos integrais) pode ajudar a reduzir a prevalência de depressão em adolescentes.

Fonte: Medical Xpress

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS