AMBIENTE

Uso de ventoinhas é benéfico menos em condições muito secas

A segurança e a eficácia das ventoinhas dependem do clima e basear os conselhos de saúde pública em métricas meteorológicas comuns pode ser enganoso, dizem cientistas da Universidade de Sydney, na Austrália.

Uso de ventoinhas é benéfico menos em condições muito secas

Os resultados recolhidos pelos cientistas Nathan Morris e Ollie Jay questionam as diretrizes atuais da maioria das autoridades de saúde pública, incluindo a Organização Mundial de Saúde (OMS), que sugerem que as ventoinhas podem não ser benéficas quando a temperatura subir acima de 35 graus Celsius, assim como recomendações baseadas em índices de calor.

Os cientistas simularam condições de ondas de calor para examinar o efeito do uso de ventoinhas elétricas sobre a temperatura central de um indivíduo, a tensão cardiovascular, o risco de desidratação e os níveis de conforto.

O índice de calor é uma métrica meteorológica comumente usada para expressar tanto a temperatura do ar quanto a humidade relativa. Foi idealizado para ajudar a informar como as condições de um clima quente afetam uma “pessoa média”.

Os resultados mostram que, numa condição quente e húmida, com um índice de calor de 56 °C - um índice de calor, e não uma temperatura -, as ventoinhas baixaram a temperatura nuclear e a tensão cardiovascular, além de melhorar o conforto térmico.

No entanto, as ventoinhas foram prejudiciais em todas as medidas em condições muito quentes e secas, apesar de um índice de calor mais baixo de 46 °C.

“Os nossos resultados sugerem que, sob condições ambientais que representam a grande maioria das ondas de calor nos Estados Unidos e na Europa, as ventoinhas devem ser recomendadas e as diretrizes emitidas pela maioria das autoridades de saúde pública são desnecessariamente conservadoras”, afirmou Ollie Jay.

“É somente quando a temperatura do ar é muito alta e a humidade é muito baixa que as ventoinhas são prejudiciais, o que pode ser visto em condições áridas”, concluiu.

Fonte: Diário da Saúde

TEMAS

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS