PARKINSON

Parkinson poderá ter origem nos intestinos

A possibilidade de a doença de Parkinson migrar dos intestinos para o cérebro e coração é real, descobriram cientistas da Universidade Aarhus, na Dinamarca, num estudo publicado na revista Acta Neuropathologica.

Parkinson poderá ter origem nos intestinos

A doença de Parkinson é uma doença caracterizada pela lenta destruição do cérebro devido à acumulação de proteína alfa-sinucleína e ao consequente dano nas células nervosas. Os sintomas passam por tremores, rigidez muscular e movimentos lentos.
 
Os investigadores usaram ratos modificados para expressarem grandes quantidades da proteína alfa-sinucleína e desenvolverem os sintomas de Parkinson. A equipa iniciou o processo ao injetar a proteína nos intestinos dos ratos.
 
“Dois meses depois verificámos que a proteína tinha ‘viajado’ para o cérebro através dos nervos periféricos com envolvimento das estruturas precisas conhecidas por serem afetadas pelo Parkinson em humanos”, disse Per Borghammer, um dos autores do estudo. Passados apenas quatro meses foi observada uma maior progressão da doença.
 
O cientista acrescentou ainda que é possível detetar a alfa-sinucleína nos intestinos dos pacientes até 20 anos do diagnóstico da doença, sendo um fator preditivo.
 
Adicionalmente, os investigadores alertaram para o facto de a proteína também se deslocar para o coração, o que poderá explicar por que muitos doentes de Parkinson apresentam danos no sistema nervoso do coração.

Fonte: MedicalXpress

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS