GERONTOLOGIA

Pessoas otimistas têm maior longevidade

Um estudo recente mostrou que pessoas mais otimistas têm maior probabilidade de viver mais e alcançar uma “longevidade excecional” - viver até aos 85 anos de idade ou mais.

Pessoas otimistas têm maior longevidade

O otimismo refere-se a uma expetativa geral de que as coisas boas vão acontecer, ou acreditar que o futuro será favorável porque podemos controlar questões importantes.

O estudo foi baseado na análise de 69 744 mulheres e 1 429 homens. As mulheres foram acompanhadas por dez anos, enquanto os homens foram acompanhados por 30 anos.

Ambos os grupos responderam a questionários para avaliar o seu nível de otimismo, bem como a sua saúde geral e hábitos de saúde, como dieta, tabagismo e uso de álcool.

Quando os indivíduos foram comparados com base nos seus níveis iniciais de otimismo, os cientistas descobriram que os homens e mulheres mais otimistas demonstravam, em média, uma vida de 11 a 15 por cento mais longa, e tinham probabilidades 50 a 70 por cento maiores de atingir 85 anos, em comparação com os grupos menos otimistas.

Os resultados permaneceram mesmo após ter em conta as diferenças de idade, fatores demográficos, como escolaridade, doenças crónicas, depressão, e também comportamentos de saúde, como uso de álcool, exercícios, dieta e consultas de atenção primária.

“Embora a pesquisa tenha identificado muitos fatores de risco para doenças e morte prematura, sabemos relativamente menos sobre fatores psicossociais positivos que podem promover um envelhecimento saudável”, comentou a investigadora Lewina Lee, da Universidade de Boston, nos Estados Unidos.

“Este estudo tem forte relevância para a saúde pública, porque sugere que o otimismo é um desses ativos psicossociais que tem o potencial de prolongar a vida humana. Curiosamente, o otimismo pode ser modificável usando técnicas ou terapias relativamente simples”, concluiu a cientista.

Fonte: Diário da Saúde

TEMAS

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS