DEPRESSÃO

Tratar depressão pode aumentar expetativa de vida de diabéticos

As pessoas com diabetes são duas a três vezes mais propensas a sofrer de depressão, de acordo com os Centros de Controlo e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC, na sigla em inglês).

Tratar depressão pode aumentar expetativa de vida de diabéticos

E muitas dessas pessoas não serão tratadas. O CDC estima que entre 50 e 75 por cento das pessoas com diabetes não recebem tratamento para a depressão.

Um novo grande estudo realizado por investigadores de Taiwan descobriu que os antidepressivos diminuíram o risco de morrer durante o período do estudo em mais de um terço para pessoas com diabetes e depressão.

O estudo, realizado de 2000 a 2013, analisou mais de 53 mil pessoas em Taiwan que tiveram diabetes recém-diagnosticada e que também foram diagnosticadas com depressão. O estudo incluiu pessoas com diabetes tipo 1 e tipo 2.

O período médio de acompanhamento foi de apenas sete anos para aquelas pessoas que morreram e dez anos para aquelas que não morreram. Uma grande maioria das pessoas no estudo - pouco mais de 50 mil - usou antidepressivos. Apenas cerca de três mil pessoas não o fizeram.

Os cientistas tentaram abordar os dados de forma a explicar os fatores que podiam afetar o risco de morte. Alguns exemplos incluíam outras doenças, idade, sexo, renda, onde as pessoas viviam e a gravidade da diabetes.

Tendo em conta os resultados do estudo, os autores disseram que o risco reduzido de morte foi observado com diferentes classes de antidepressivos usados. Portanto, tratar a depressão pode ter um benefício adicional para as pessoas com diabetes, afirmaram os autores do estudo.

Fonte: Boa Saúde/Bibliomed

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS