ADOLESCENTE

Adolescentes não seguem prescrições recebidas para DST

Menos de 60 por cento das prescrições para o tratamento de doenças sexualmente transmissíveis (DST) entre adolescentes que procuram atendimento nos serviços de urgência são aviadas e seguidas, de acordo com um artigo publicado no JAMA Pediatrics.

Adolescentes não seguem prescrições recebidas para DST

Investigadores da Universidade George Washington, nos Estados Unidos, e colegas avaliaram retrospetivamente as visitas feitas por adolescentes (13 a 19 anos de idade) a dois serviços de urgência terciária pediátrica com diagnóstico de doença inflamatória pélvica (DIP) ou portadores de um resultado positivo no exame laboratorial para infeção por clamídia.

Os investigadores descobriram que, durante o período do estudo, foram observadas 696 visitas com DST diagnosticadas.

Dessas visitas, pouco menos de um terço dos pacientes (31,2 por cento) receberam uma prescrição ambulatorial para tratamento antimicrobiano para cervicite/uretrite, enquanto 68,8 por cento receberam uma receita para DIP.

Pouco mais da metade dessas prescrições foram seguidas (57,7 por cento). O internamento hospitalar foi o único fator associado à obediência de prescrição.

Assim, segundo os autores, dado as taxas extremamente baixas de seguimento de prescrições para o tratamento de DST, é imperativo que novas intervenções para melhorar a adesão ao tratamento sejam exploradas.

Fonte: Fonte: Boa Saúde/Bibliomed

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS