FIBROMIALGIA

Resistência à insulina pode ter papel na dor da fibromialgia

A fibromialgia é uma condição que causa dor generalizada, fadiga, problemas de sono e sofrimento, de acordo com os Centros de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos.

Resistência à insulina pode ter papel na dor da fibromialgia

Embora a causa do distúrbio não seja clara, parece que as pessoas com fibromialgia podem ser mais sensíveis à dor do que as outras pessoas – o que o CDC chama de processamento anormal da dor.

A fibromialgia é uma doença misteriosa e incompreendida, mas, agora cientistas internacionais podem ter descoberto pelo menos uma chave para a origem da doença: a resistência à insulina.

Um estudo da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, comparou um pequeno grupo de pessoas com fibromialgia a dois grupos de pessoas saudáveis ​​e observou que uma medida de longo prazo dos níveis de açúcar no sangue foi maior nas pessoas com fibromialgia. A resistência à insulina desenvolve-se quando o corpo começa a fazer um esforço adicional para quebrar o açúcar.

O estudo incluiu 23 pessoas com fibromialgia. Os cientistas compararam os seus níveis de hemoglobina A1c com o de grandes grupos de pessoas saudáveis ​​de dois outros estudos.

A hemoglobina A1c é um exame de sangue simples que mede o nível de açúcar no sangue durante os últimos dois ou três meses. Um nível de 5,7 a 6,4 por cento é considerado pré-diabetes, segundo a American Diabetes Association. Um nível de 6,5 por cento ou mais significa que a pessoa tem diabetes.

Apenas seis daqueles com fibromialgia tinham níveis normais de açúcar no sangue. Dezasseis tinham níveis considerados pré-diabetes e um preenchia os critérios para diabetes.

Quando os cientistas compararam os níveis médios de açúcar no sangue do grupo da fibromialgia com pessoas saudáveis ​​pareadas por idade nos outros estudos, observaram que os níveis de açúcar no sangue eram mais altos nas pessoas com fibromialgia, sugerindo a ocorrência de resistência à insulina.

Os pesquisadores ainda não sabem ao certo como a resistência à insulina pode contribuir para a fibromialgia ou como a metformina pode reduzir a dor, mas apontam que pode haver evidências suficientes no estudo para avaliar a possibilidade de usar a metformina, juntamente com outros medicamentos usados ​​para a fibromialgia, para pessoas cujos níveis de açúcar no sangue estão fora do intervalo normal, para ver se registam uma resposta positiva..

Fonte: Boa Saúde

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS