INSULINA

Resistência a insulina associada a maior gordura corporal

Um estudo publicado na revista Nutrition Research analisou a associação entre a resistência pós-prandial à insulina e o metabolismo lipídico em indivíduos obesos.

Resistência a insulina associada a maior gordura corporal

O estudo foi conduzido por investigadores das universidades do Sudeste e Ningxia, na China.

A obesidade abdominal está associada a um risco aumentado de resistência à insulina, o que pode contribuir para níveis lipídicos anormais.

Neste estudo, os investigadores mediram a glicose, insulina, triglicerídeos, colesterol total, colesterol de lipoproteína de alta densidade e apolipoproteína B de indivíduos saudáveis ​​e obesos abdominais com baixa, média e alta resistência à insulina pós-prandial.

Os cientistas descobriram que a leptina sérica em jejum foi maior em participantes obesos com alta resistência à insulina pós-prandial do que nos outros participantes.

Os participantes obesos com alta resistência à insulina pós-prandial também apresentaram níveis de triglicerídeos pós-prandiais mais elevados e menor nível de lipoproteína de alta densidade.

As descobertas sugerem que quanto maior o grau de resistência à insulina pós-prandial, mais adversos são os perfis lipídicos dos indivíduos obesos abdominais.

Fonte: Food News

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS