SEXUALIDADE

Casos de clamídia e gonorreia extragenital entre HSH são elevados

A clamídia e a gonorreia extragenital (retal e faríngea) são prevalentes entre homens que fazem sexo com homens (HSH), de acordo com pesquisa publicada na revista Morbidity and Mortality Weekly Report, dos Centros de Controlo e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC, na sigla em inglês).

Casos de clamídia e gonorreia extragenital entre HSH são elevados

Investigadores dos CDC em Atlanta examinaram a prevalência de doenças sexualmente transmissíveis extragenitais (DST) entre HSH. Em cinco cidades norte-americanas, a comunidade de atendimento aos HSH foi recrutada para fornecer amostras auto-recolhidas para o rastreamento de clamídia e gonorreia. Foram incluídos dados de 2 075 HSH que forneceram amostras com resultados válidos.

Os cientistas descobriram que 13,3 por cento dos participantes estavam infetados em pelo menos um dos locais extragenitais com pelo menos uma das duas doenças (clamídia e/ou gonorreia).

Cerca de um terço dos HSH participantes não tinham sido submetidos a exames de DST no ano anterior.

A natureza assintomática das doenças sexualmente transmissíveis extragenitais e as altas prevalências encontradas nessa população corroboram a necessidade de rastreamento regular de todos os HSH sexualmente ativos, em todos os locais anatómicos de exposição, afirma o estudo.

Fonte: Boa Saúde

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS