OBESIDADE

Uso excessivo de dispositivos digitais associado a risco de obesidade

Uma nova pesquisa da Universidade Rice, nos Estados Unidos, indica que o uso irracional e excessivo de dispositivos digitais está associado a uma maior suscetibilidade a tentações alimentares e falta de autocontrolo, o que pode resultar num aumento de peso.

Uso excessivo de dispositivos digitais associado a risco de obesidade

Publicada na revista Brain Imaging and Behavior, a pesquisa foi realizada em duas partes; primeiro, 132 participantes, com idades entre os 18 e os 23 anos, completaram um questionário que avaliou os seus níveis de multitarefa e distração, a chamada escala Media Multitasking-Revised (MMT-R), que mede comportamentos pró-ativos de uso de telemóvel compulsivo ou inadequado (como sentir o desejo de verificar se há mensagens no telemóvel enquanto se fala com outra pessoa), bem como comportamentos mais passivos (como distrações relacionadas com os media que interferem com os trabalhos).

Os investigadores descobriram que pontuações mais elevadas do MMT-R estavam associadas a um maior índice de massa corporal (IMC) e a uma maior percentagem de gordura corporal.

Na pesquisa de acompanhamento, 72 participantes do estudo anterior foram submetidos a um exame de ressonância magnética funcional, durante o qual os cientistas mediram a atividade cerebral, enquanto as pessoas viam uma série de imagens que variavam entre fotos normais e fotos de alimentos apetitosos; os investigadores observaram um aumento da atividade na parte do cérebro que lidava com a tentação dos alimentos.

No geral, estas descobertas, embora preliminares, sugerem que há, de facto, ligações entre multitarefa nos media, risco de obesidade, medidas baseadas no cérebro para autocontrolo e exposição a dicas de comida.

Fonte: Medical Xpress

TEMAS

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS