EXERCÍCIO

Exercício físico ajuda a prevenir lesões na coluna e dores nas costas

As doenças da coluna vertebral são, atualmente, a principal causa de incapacidade no mundo, mas vários estudos demonstram que a prática de exercício físico regular, mesmo que apenas por 15 a 30 minutos diários, ajuda a prevenir as dores nas costas, afirma Bruno Santiago, neurocirurgião e coordenador da campanha nacional “Olhe pelas suas costas”.

Exercício físico ajuda a prevenir lesões na coluna e dores nas costas

“A coluna vertebral é um sistema biomecânico complexo e os músculos são uma parte essencial desse sistema. Podemos fazer uma analogia simples com os cabos de um guindaste, que suportam a carga deste. Sem os músculos, simplesmente não conseguiríamos manter-nos de pé”, explica o especialista.

Escolher os melhores exercícios para fortalecer a coluna vertebral é de extrema importância.

A propósito do Dia Mundial da Atividade Física, que se assinala a 6 de abril, Bruno Santiago recorda os três tipos de exercício que deve ter em mente para uma coluna sã: exercícios de fortalecimento dos músculos, exercícios de alongamento e exercícios aeróbicos.

“Os exercícios de fortalecimento contribuem para aumentar o tónus e a resistência muscular, enquanto os alongamentos aumentam a flexibilidade dos músculos que dão suporte à coluna vertebral”, explica o especialista.

Bruno Santiago acrescenta que “o exercício não é só feito no ginásio, há pequenos gestos e exercícios que podemos fazer em casa ou no trabalho, incluindo preferir as escadas ao elevador, dedicar alguns minutos à prática de ioga ou a exercícios de alongamento. Estas são soluções simples e que estão acessíveis a todos nós. O ideal é conseguir uma educação e ensino prévio das posturas e exercícios adequados, por um fisioterapeuta ou técnico de exercício físico, e, depois, treinar regularmente em casa ou no ginásio”.

“Esquecer os músculos da coluna vertebral pode ter consequências graves. Fortalecer os músculos da coluna é muito relevante sobretudo para quem já tem dores frequentes nas costas, podendo, duma forma simples, melhorar a sua qualidade de vida”, afirma o coordenador da campanha, acrescentando que “a natação, o pilates e a caminhada, por exemplo, são atividades adequadas ao fortalecimento dos músculos que suportam a nossa coluna”.

Já os exercícios que implicam dobrar a coluna devem ser evitados, pois podem aumentar o risco de lesões dos discos da coluna vertebral. Geralmente, não se recomendam exercícios que retiram a coluna da sua posição natural.

As dores nas costas afetam sete em cada dez portugueses e em mais de 70 por cento dos casos as queixas dizem respeito à dor lombar. Frequente motivo de absentismo laboral na população portuguesa, as dores nas costas são a segunda causa mais frequente de ida à urgência hospitalar e representam mais de 50 por cento das causas de incapacidade física em idade ativa.

“O descanso também é essencial. Estudos sugerem que a qualidade do sono está associada a problemas no pescoço e costas. É importante dormir o suficiente e, claro, dormir numa posição que permita à coluna relaxar”, conclui Bruno Santiago.

Fonte: press release

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS