DEPRESSÃO

Uso de redes sociais não prediz ocorrência de depressão

O uso das redes sociais não prediz o desenvolvimento de sintomas depressivos posteriores entre adolescentes ou universitários, de acordo com um estudo publicado na revista Clinical Psychological Science.

Uso de redes sociais não prediz ocorrência de depressão

Cientistas do Canadá estudaram associações entre o uso de redes sociais e sintomas depressivos ao longo do tempo entre 594 adolescentes (idade média de 12,21 anos), que foram avaliados ​​anualmente durante dois anos e 1 132 alunos de graduação (média de idade de 19,06 anos), que foram analisados ​​anualmente durante seis anos.

Os pesquisadores descobriram que, entre as duas amostras, o uso de redes sociais não previa sintomas depressivos ao longo do tempo para rapazes e raparigas. No entanto, entre as adolescentes, maiores sintomas depressivos estiveram associados ao uso mais frequente de redes sociais.

Assim, embora muitas vezes se assuma que o uso de redes sociais poderia levar a sintomas depressivos, estes resultados indicam que essa suposição pode ser injustificada, afirmaram os autores.

Fonte: Boa Saúde

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS