OBSTETRÍCIA

Mulheres portuguesas têm primeiro filho cada vez mais tarde

As mulheres estão a ter o primeiro filho cada vez mais tarde. De acordo com dados do Eurostat, a idade média em que as mulheres são mães pela primeira vez aumentou em todos os Estados-membros da União Europeia (UE).

Mulheres portuguesas têm primeiro filho cada vez mais tarde

Se, em 2013, a média andava nos 28,7 anos, em 2017, já estava nos 29,1 anos. Nesta matéria, Portugal destaca-se por estar acima da média europeia, com as mulheres portuguesas a terem o primeiro filho aos 29,6 anos.

O adiar da chegada do primeiro filho é um fenómeno transversal a praticamente toda a UE. Em Portugal, agora o nono país em que as mulheres são mães mais tarde, a idade média também tem vindo a avançar ao longo dos anos, apesar de, nos últimos anos (de 2015 a 2017), ter sido estável, apenas com um aumento de 0,1.

Segundo os dados publicados pelo Gabinete de Estatísticas da União Europeia, é preciso recuar alguns anos para ver diferenças mais expressivas. Em 2013, a idade média portuguesa andava pelos 28,9 anos, em 2008, situava-se nos 27,7 anos, registando-se um aumento significativo de 1,4 anos/média em menos de uma década.

Itália, Espanha e Luxemburgo são os três países que lideram a lista com 31,1, 30,9 e 30,8 anos, respetivamente. Segue-se a Irlanda e a Grécia.

No extremo oposto, a Bulgária é o país da UE onde as mulheres são mães mais cedo, com 26,1 anos.

Fonte: Sic Notícias

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS