OSTEOPOROSE

Ioga não é para todos e há risco de fratura para algumas pessoas

Apesar dos benefícios, a prática de ioga em pessoas com mais idade deve ser feita tendo em conta a sua condição física, alerta um estudo da Mayo Clinic. Prova disso é que os doentes com osteoporose viram piorar a doença. A culpa recai sobre algumas posições de ioga.

Ioga não é para todos e há risco de fratura para algumas pessoas

As posturas de ioga que flexibilizam a coluna vertebral além dos limites podem causar riscos de fraturas de compressão nas pessoas com ossos finos, de acordo com uma nova pesquisa da Mayo Clinic, nos Estados Unidos.

O estudo examinou lesões em pessoas com osteoporose e osteopenia. A osteoporose é uma doença na qual os ossos ficam mais finos e mais porosos devido à perda de conteúdo mineral. A perda óssea que não tenha atingido a etapa para diagnóstico da osteoporose é chamada de osteopenia, afeções caracterizadas pela baixa densidade óssea.

Os pesquisadores analisaram os registos de saúde de 89 pessoas, a maioria mulheres, que foram encaminhados para a Mayo Clinic entre 2006 e 2018 pela dor que adjudicavam à prática de ioga. Alguns eram iniciantes na prática e outros praticavam ioga há vários anos. Os pacientes tinham dores nas costas, pescoço, ombro, quadril, joelho ou uma combinação destes sintomas.

Os pacientes identificaram 12 posturas que disseram gerar ou piorar os seus sintomas. As posturas mais comuns implicavam flexibilidade ou extensão extrema da coluna. Os pesquisadores usaram os registos de saúde dos pacientes, exames médicos e imagens para confirmar e categorizar as lesões como lesões no tecido mole, articulação ou ossos.

Os pesquisadores identificaram 29 lesões ósseas, entre elas degeneração dos discos, escorregamento da coluna vertebral e fraturas de compressão da coluna. As últimas parecem estar relacionadas com posturas que colocam excessiva pressão na coluna vertebral e nos discos, refere este grupo de saúde em comunicado.

Edward Laskowski, codiretor da Mayo Clinic Sports Medicine, pediu aos prestadores, pacientes e professores de ioga para trabalharem em conjunto para criarem uma receita de exercícios individuais que leve em conta o histórico clínico dos alunos de ioga para os proteger contra lesões e beneficiarem realmente desta prática.

Fonte: press release

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS