RISCO

Herbicida mais vendido em Portugal aumenta risco de linfoma em 41%

De acordo com uma nova pesquisa, indivíduos expostos ao herbicida glifosato têm um risco acrescido de 41 por cento de desenvolver linfoma.

Herbicida mais vendido em Portugal aumenta risco de linfoma em 41%

Uma equipa de investigadores da Icahn School of Medicine em Mount Sinai, em Nova Iorque, nos Estados Unidos, revela que há uma ligação entre a exposição ao popular herbicida e o aparecimento de linfoma não hodgkin (LNH).

O estudo divulgado na publicação científica Science Direct alerta que há um risco acrescido em 41 por cento para quem está regularmente em contacto com o químico.

“Estes resultados são muito convincentes”, afirmou ao Le Monde uma das autoras do estudo, Emanuela Taioli, professora de epidemiologia em Mount Sinai.

A recente meta-análise, que analisou vários estudos anteriores, deteta que há um risco superior de contrair linfoma sobretudo entre trabalhadores expostos ao glifosato ou a produtos à base de glifosato.

O glifosato, comercializado em Portugal por empresas como a Monsanto, Dow, Bayer e Syngenta, entre outras, também é vendido livremente para uso doméstico em hipermercados.

Fonte: Lusa

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS