PREVENÇÃO

Ácidos graxos ómega-3 podem ajudar a prevenir abortos

Os compostos encontrados nos óleos de peixe podem prevenir complicações na gravidez, incluindo parto prematuro, morte neonatal e natimortos quando as complicações são causadas por bactérias orais comuns, de acordo com uma pesquisa realizada em ratos e publicada na revista JCI Insight.

Ácidos graxos ómega-3 podem ajudar a prevenir abortos

Realizado pela Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, o estudo sugere uma nova estratégia para proteger a gravidez; entre dez e 30 por cento dos nascimentos prematuros são atribuídos a infeções uterinas com um tipo de bactéria comummente encontrada na boca, a F. nucleatum.

Os investigadores injetaram a bactéria em ratos durante o terceiro trimestre de gravidez e, como previsto, as bactérias invadiram os úteros dos animais, desencadeando uma resposta inflamatória nas células endoteliais dentro da placenta, levando a partos prematuros.

A resposta inflamatória ocorreu apenas quando uma proteína imune específica estava presente nas células endoteliais das mães.

Em fêmeas grávidas sem essa proteína, menos fetos morreram, sugerindo que a inflamação por essa proteína é fundamental para causar partos prematuros.

A experiência mostrou que suplementos que contêm ácidos graxos ómega-3 também inibiram a inflamação e o crescimento bacteriano em fêmeas prenhes e reduziram nascimentos prematuros, abortos espontâneos e natimortos.

Fonte: Medical Xpress

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS