NEUROCIÊNCIAS

Adoçante artificial prejudica neurotransmissor

Um estudo publicado no African Journal of Traditional, Complementary and Alternative Medicines revelou que os adoçantes artificiais podem danificar o cérebro.

Adoçante artificial prejudica neurotransmissor

Em particular, consumir adoçantes químicos por um longo tempo aumentará o stress oxidativo no tecido cerebral e interromperá os neurotransmissores que são importantes nas funções fisiológicas.

Investigadores da Universidade King Abdulaziz, na Arábia Saudita, examinaram o efeito do consumo de aspartame nos neurotransmissores e no stress oxidativo no cérebro de ratos.

Os resultados mostraram que o consumo de aspartame reduziu as atividades antioxidantes da glutationa e superóxido dismutase e elevou o stress oxidativo, aumentando os níveis de malondialdeído.

Além disso, o consumo de aspartame reduziu os níveis dos neurotransmissores cerebrais serotonina, GABA e dopamina e aumentou o nível de acetilcolina e norepinefrina.

Fonte: Eurekalert

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS