ALERGIAS

Alergia ao amendoim está a tornar-se uma “epidemia”

De acordo com um especialista norte-americano, as reações alérgicas mortais ao amendoim estão a tornar-se uma “epidemia”, principalmente em crianças.

Alergia ao amendoim está a tornar-se uma “epidemia”

O aviso surge de Scott Sicherer, diretor do Instituto de Alergia Alimentar de Jaffe, nos Estados Unidos, que alerta que as alergias ao amendoim triplicaram. As alergias ao amendoim afetavam uma em cada 250 crianças em 1997, tendo passado a afetar uma em cada 70, em 2008.

As alergias ocorrem quando o sistema imune identifica erroneamente a comida como uma ameaça e lança uma resposta protetora contra ela; os sintomas podem incluir espirros, comichão nos olhos, urticária, inchaço e até vómitos e diarreia.

Em casos graves, a alergia pode desencadear uma reação de anafilaxia com risco de vida, o que pode causar dificuldades respiratórias, confusão e perda de consciência.

Embora muitas vezes as crianças tenham alergias a outros alimentos, como laticínios e ovos, elas geralmente superam essa condição. Mas as alergias ao amendoim tendem a ser duradouras.

Uma possível explicação para o aumento das alergias ao amendoim é a “teoria da limpeza”, o que sugere que proteger as crianças da exposição à falta de limpeza enfraquece o sistema imune.

No ano passado, os Institutos Nacionais de Saúde norte-americanos afirmaram que a exposição precoce ao amendoim pode ajudar a prevenir a reação; assim, e sob novas diretrizes clínicas norte-americanas, os pais são aconselhados a introduzir amendoins na dieta de um bebé “entre os quatro e os seis meses” de idade.

Fonte: Daily Mail

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS