EXERCÍCIO

Especialista em fitness critica atuação de instrutores pessoais

Ir a um ginásio pela primeira vez pode ser intimidante e os treinadores pessoais, ou personal trainer (PT), são frequentemente recomendados para ajudar no combate à perda de peso. No entanto, se eles realmente valem o dinheiro que levam é questionável, de acordo com um especialista internacional.

Especialista em fitness critica atuação de instrutores pessoais

Alan Thrall, um astro de fitness do YouTube e veterano do Marine Corps com cerca de 500 mil inscritos, criou um vídeo onde lista quatro razões pelas quais os personal trainers não serão as melhores pessoas para ajudar indivíduos que queiram atingir metas de condicionamento físico.

De acordo com Thrall, cujo vídeo teve quase 300 mil visualizações, a primeira razão pela qual ter um treinador pessoal pode não valer a pena é se eles não ensinarem exercícios de barra.

"Exercícios com barra são difíceis de ensinar, a instrução adequada é muito demorada e, se realizada incorretamente com muito peso, há um alto risco de lesão", e é por isso que muitos treinadores pessoais decidem ignorá-los, disse.

Em vez de ensinar aos clientes como usar corretamente uma barra e outros equipamentos de ginástica, alguns instrutores simplesmente "prescrevem exercícios físicos intensos" apenas para deixar os clientes cansados.

Mas "só porque algo dói não significa que as pessoas estão a fazer os exercícios corretamente", disse o profissional, que acredita que os treinadores devem dedicar um tempo para ensinar as pessoas a fazerem corretamente os exercícios.

Treinadores que não criam um plano de condicionamento físico personalizado também podem ser um desperdício de dinheiro, já que não estão a avaliar ativamente o progresso ou o planeamento de metas específicas dos seus clientes.

Se eles não tiverem um plano criado, isso significa que eles estão a fazer as coisas de forma desleixada, o que não irá ajudar as pessoas a longo prazo.

De acordo com Thrall, o objetivo de um personal trainer é ensinar para que um dia as pessoas não precisem deles.

Mesmo que as pessoas consigam levantar uma certa quantidade de peso, isso só será benéfico se elas o fizerem corretamente. Treinadores que deixam os seus clientes testarem constantemente "o seu máximo", sem considerar a forma com o fazem, não são úteis, rematou.
Por fim, treinadores que não ensinam as partes básicas do exercício com pesos, como adicionar a quantidade de peso que é preciso colocar numa barra, estão a falhar com os seus clientes, disse.

Contudo, o profissional afirma que para pessoas que não têm experiência no ginásio, trabalhar com um personal trainer pode ser benéfico. No entanto, se ao fim de alguns meses as pessoas acharem que não são capazes de se exercitar com sucesso sem o seu treinador, o trabalho que ele está a fazer não é o correto.

Fonte: Independent

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS