VITAMINA-D

Cientistas preocupados com baixo consumo de vitamina D

Estratégias de saúde pública são urgentemente necessárias para combater o baixo consumo de vitamina D na população do sul da Ásia, segundo um novo estudo publicado na revista Public Health Nutrition.

Cientistas preocupados com baixo consumo de vitamina D

No maior estudo deste tipo, os investigadores da Universidade de Surrey, no Reino Unido, examinaram a ingestão de vitamina D por parte de adultos do sul da Ásia do Sul através de dieta e suplementação.

Este grupo populacional tradicionalmente tem níveis inadequados de vitamina D devido à sua pigmentação da pele mais escura, baixa exposição solar devido à cobertura do vestuário e uma tendência a evitar o sol.

Isso torna ainda mais importante que esta população tenha uma ingestão oral adequada de vitamina D, através de dieta ou suplementos.

Ao avaliar 8 024 participantes do sul da Ásia (Bangladesh, Índia e Paquistão), os investigadores descobriram baixas ingestões dessa vitamina vital. Em conjunto com a falta de exposição solar, isso coloca-os em maior risco de doenças crónicas, incluindo osteoporose, cancro e doenças cardiovasculares.

A vitamina D é vital para a saúde, pois ajuda a regular os sistemas imunológico e músculo-esquelético.

Os cientistas descobriram que a ingestão de vitamina D através da dieta foi baixa entre este grupo em 1,0-3,0 microgramas por dia, mas houve uma diferenciação na etnia, com os habitantes do Bangladesh a registarem, em média, uma maior ingestão de vitamina D (3,0mcg) do que os indianos (1,0mcg).

No entanto, todos os grupos estavam abaixo da recomendação da European Food Safety Authority (15 microgramas por dia).

O uso de suplementação de vitamina D, que é uma boa forma de aumentar os níveis de vitamina D no corpo, também foi baixo entre os sul-asiáticos residentes no Reino Unido, com apenas 22 por cento dos habitantes de Bangladesh, 32 por cento dos indianos e 25 por cento dos paquistaneses a tomares vitamina D. Dentro deste grupo, as mulheres eram mais propensas a tomar suplementos do que os homens.

"Os níveis baixos de consumo de vitamina D e de suplementos de vitamina D neste grupo populacional são muito preocupantes. A vvitamina D é crucial para garantir a nossa saúde geral", concluíram os autores do estudo.

Fonte: Eurekalert

TEMAS

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS