EPILEPSIA

Canabidiol reduz significativamente convulsões de epilepsia grave

O canabidiol (CBD), um composto derivado da planta da cannabis, tem sido um foco crescente de pesquisa médica e, num estudo recente, mostrou que conseguia reduzir significativamente o número de convulsões em pacientes com uma forma grave de epilepsia chamada síndrome de Lennox-Gastaut.

Canabidiol reduz significativamente convulsões de epilepsia grave

No novo estudo, que comparou duas doses de CBD com um placebo, os investigadores relataram uma redução de 41,9 por cento em "crises convulsivas", um tipo de convulsão que resulta numa perda grave de controlo e equilíbrio muscular, em pacientes que tomam 20 mg/kg/dia regime de CBD, uma redução de 37,2 por cento num regime de 10 mg/kg/dia de CBD, e uma redução de 17,2 por cento num grupo que recebeu um placebo.

O estudo de fase III foi publicado no The New England Journal of Medicine.

"Este novo estudo acrescenta provas rigorosas da eficácia do canabidiol na redução da carga de apreensão numa forma grave de epilepsia e, mais importante, é o primeiro estudo do tipo a oferecer mais informações sobre a dosagem adequada", disseram os autores.

"Estes são medicamentos reais com efeitos secundários reais e, como fornecedores, precisamos de saber tudo o que pudermos sobre um tratamento em potencial, a fim de fornecer assistência segura e eficaz aos nossos pacientes", acrescentaram os investigadores.

O estudo incluiu um líquido investigacional, uma formulação oral de CBD chamado Epidiolex.

Os investigadores inscreveram 225 pacientes (com idades entre os dois e os 55 anos) com síndrome de Lennox-Gastaut; 76 pacientes receberam 20 mg/kg/dia CBD, 73 receberam 10 mg/kg/dia CBD e 76 receberam placebo. Todos os medicamentos foram divididos em duas doses por dia durante 14 semanas.

O número de convulsões começou a ser monitorizado quatro semanas antes do estudo para uma avaliação inicial, tendo sido continuamente verificado ao longo do período de estudo de 14 semanas e depois para uma verificação de segurança de quatro semanas.

Os efeitos secundários ocorreram em 94 por cento dos pacientes no grupo de 20 mg de CBD, 84 por cento no grupo de 10 mg de CBD e 72 por cento daqueles que receberam placebo.

Os efeitos foram geralmente relatados como leves ou moderados e aqueles que ocorreram em mais de dez por cento dos pacientes incluíram: sonolência, diminuição do apetite, diarreia, entre outros.

"Este estudo fornece dados e evidências de que o Epidiolex pode ser um tratamento eficaz e seguro para convulsões registadas em pacientes com síndrome de Lennox Gastaut", concluíram os investigadores.

Fonte: Medical Xpress

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS