TERAPIA

Terapia contra doença intestinal pode reduzir risco de Parkinson

Um estudo realizado pela Escola de Medicina Icahn, nos Estados Unidos, forneceu novas informações sobre a relação entre a doença inflamatória intestinal (DII) e a doença de Parkinson.

Terapia contra doença intestinal pode reduzir risco de Parkinson

O estudo, publicado na revista JAMA Neurology, mostrou que indivíduos com DII têm um risco 28 por cento maior de desenvolver a doença de Parkinson do que aqueles sem DII.

No entanto, se forem tratados com terapia anti-TNFα, um anticorpo monoclonal comummente usado para controlar a inflamação em pacientes com DII, o risco de desenvolver a doença de Parkinson diminui significativamente, tornando-se menor que na população em geral.

Essas descobertas permitirão uma melhor triagem de pacientes com DII para doença de Parkinson, já que o início da DII geralmente precede a doença de Parkinson por décadas. Para além disso, os novos conhecimentos também oferecem evidências que apoiam a terapia anti-TNFα na prevenção da doença de Parkinson.

Embora pesquisas anteriores tenham mostrado conexões genéticas e funcionais entre DII e doença de Parkinson, a evidência clínica que associa as duas patologias tem sido escassa.

A equipa de investigação encontrou uma redução de 78 por cento na incidência da doença de Parkinson entre os pacientes com DII que foram tratados com terapia anti-TNFα, quando comparados com aqueles que não foram.

Os resultados deste estudo sugerem que pode não ser necessário que o fármaco atravesse a barreira hematoencefálica para tratar ou prevenir a inflamação no sistema nervoso central, ou que a barreira hematoencefálica em pacientes com DII possa ser comprometida, permitindo que grandes moléculas do composto a ultrapassem.

Fonte: Medical Xpress

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS