NEUROCIÊNCIAS

Fórum Bial de Neurologia debate Epilepsia e Parkinson

Investigadores nacionais e internacionais em doenças como Parkinson e epilepsia participam esta sexta-feira e sábado, no Porto, no Fórum Bial de Neurologia que debaterá o efeito placebo nas doenças neurológicas e a genética na doença de Parkinson.

Fórum Bial de Neurologia debate Epilepsia e Parkinson

Em Portugal, a incidência da epilepsia é de 30,6 casos por cada 100 mil habitantes. Os dados disponíveis relativos à doença de Parkinson apontam para uma prevalência de 270/100 mil habitantes na população portuguesa com mais de 50 anos, afetando cerca de 6,3 milhões de pessoas em todo o mundo.

De acordo com a organização, este encontro, que conta com cerca de 200 participantes, irá analisar também o tratamento dos efeitos adversos dos medicamentos para a doença de Parkinson, a consciência e a epilepsia, a seleção de doentes para a estimulação cerebral profunda e alguns casos clínicos em doentes adultos e pediátricos com epilepsia.

Organizado em parceria com a Liga Portuguesa Contra a Epilepsia e com a Sociedade Portuguesa das Doenças do Movimento, o Fórum conta com cerca de 30 investigadores nacionais e internacionais, entre os quais se destacam Nir Giladi, diretor do Departamento de Neurologia do Tel Aviv Sourasky Medical Center, e Elena Moro, professora de Neurologia na Universidade de Grenoble Alpes.

A organização destaca ainda a participação de Tiago Mestre, professor assistente na Universidade de Ottawa, Canadá, Vicente Villanueva, neurologista e diretor da Unidade de Epilepsia no Hospital La Fe, Espanha, e ainda Fabrice Bartolomei, professor da Universidade de Aix-Marselha e diretor do Service de Neurophysiologie Clinique, do Hospital La Timone, França.

O encontro encerra, no sábado, com um debate sobre "A Importância da Investigação Clínica na Formação Médica" com a participação de António Sarmento, da Ordem dos Médicos/Norte, Joaquim Ferreira, professor da Faculdade de Medicina de Lisboa, e Francisco Sales, neurologista da Unidade de Epilepsia, do Departamento de Neurologia do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC).

Fonte: press release

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS