Similares Químicos

Produtos com a mesma molécula e do mesmo Grupo Terapêutico

Similares Terapêuticos

Produtos do mesmo Grupo Terapêutico

Nicorandilo

DCI com Advertência na Gravidez DCI com Advertência no Aleitamento DCI com Advertência na Condução
O que é
O nicorandilo, que actua como um vasodilatador, isto é, ajuda as suas artérias ficarem mais dilatadas facilitando a passagem do sangue.


Uma acção de abertura dos canais de potássio conduz à vasodilatação arterial, reduzindo desta forma a pós-carga, ao passo que o componente nitrato promove o relaxamento venoso e uma redução da pré-carga.

O nicorandilo tem um efeito directo sobre as artérias coronárias, sem provocar o “fenómeno de roubo”.

A acção geral melhora a circulação sanguínea para as regiões pós-estenóticas e o equilíbrio de oxigénio no miocárdio.
Usos comuns
A angina é uma dor no peito que ocorre quando o músculo cardíaco não recebe sangue suficiente para fornecer oxigénio durante o esforço.

A angina pode ser desencadeada pela actividade física, frio súbito ou stress.


Nicorandilo alivia a angina, abrindo os vasos sanguíneos que fornecem o sangue ao músculo cardíaco, de forma a aumentar o fornecimento de sangue.

Nicorandilo também abre os vasos sanguíneos noutras partes do corpo, de forma a reduzir o esforço cardíaco necessário para o sangue circular pelo corpo.
Tipo
Sem informação.
Indicações
O nicorandilo está indicado na:
- Prevenção e tratamento a longo prazo da angina de peito causada por isquemia cardíaca, incluindo angina após enfarte do miocárdio.

- Prevenção de acidentes coronários em doentes com angina de peito estável com elevado risco cardiovacular (história de enfarte do miocárdio, by-pass arterial coronário ou cardiopatia coronária com factores de risco adicionais).
Classificação CFT

03.05.01 : Antianginosos

Mecanismo de ação
- O nicorandilo é um éster da nicotinamida que possui actividade vasodilatadora através de um mecanismo de acção duplo:

- Pela activação da abertura dos canais de potássio que conduz à hiperpolarização da membrana das células musculares lisas, com o consequente relaxamento dos músculos das paredes arteriais.

A vasodilatação resultante provoca uma acentuada redução da pós-carga ventricular.

Além disso, a activação dos canais de potássio leva a efeitos cardioprotectores, mimetizando o pré-condicionamento isquémico.

- Devido à presença do grupo funcional nitrato na sua molécula, o nicorandilo apresenta um acrescido efeito vasodilatador do músculo liso vascular, particularmente a nível do sistema venoso.

Isto ocorre devido ao aumento da concentração intracelular de GMP cíclico.

A vasodilatação venosa vai originar a um aumento da capacitância venosa com uma diminuição da pré-carga.

O nicorandilo demonstrou um efeito vasodilatador directo sobre as artérias coronárias.

Sem provocar o "fenómeno de roubo", esta acção tanto se exerce sobre as coronárias normais como sobre as estenosadas.

Por outro lado, a redução da pressão telediastólica e da tensão da parede vascular originam uma diminuição do componente extravascular da resistência vascular.

Destas acções hemodinâmicas resulta uma melhoria da oxigenação do miocárdio e um aumento do débito sanguíneo nas áreas pós-estenóticas e, consequentemente, reduz a dimensão do enfarte.

O nicorandilo não exerce efeito directo na contractilidade do miocárdio.

O nicorandilo possui uma poderosa actividade espasmolítica, bem demonstrada tanto em estudos "in vivo" como "in vitro", em que se verifica a reversão do espasmo coronário induzido pela metacolina ou noradrenalina.
Posologia orientativa
Prevenção e tratamento a longo prazo da angina de peito:
A posologia usual é de 10 a 20 mg duas vezes ao dia.


A dose inicial é geralmente de 10 mg duas vezes ao dia, de preferência de manhã e à noite.

Recomenda-se que a dose seja aumentada progressivamente de acordo com as necessidades do doente, resposta e tolerância, até 40 mg duas vezes ao dia, se necessário.


Em doentes com tendência para cefaleias poder-se-á administrar uma dose inicial inferior, de 5 mg duas vezes ao dia.


Prevenção de acidentes coronários em doentes com angina de peito com elevado risco cardiovascular:
A dose inicial é geralmente de 10 mg duas vezes ao dia, durante duas semanas.


Dependendo da tolerância do doente, a dose é aumentada até à dose máxima recomendada de 20 mg duas vezes ao dia.

Em doentes com tendência para cefaleias poder-se-á administrar uma dose inicial inferior, de 5 mg duas vezes ao dia.
Administração
Via oral.

Tome o comprimido com um pouco de água.

Não tome nicorandilo com bebidas alcoólicas.


O comprimido de nicorandilo 10 mg pode ser dividido em doses iguais.


A ranhura do comprimido de nicorandilo 20 mg existe apenas para o ajudar a partir o comprimido, caso tenha dificuldade em engoli-lo inteiro.
Contraindicações
Hipersensibilidade ao nicorandilo.

O nicorandilo não deve ser usado em caso de choque cardiogénico, hipotensão ou insuficiência ventricular esquerda com baixa pressão de enchimento.


O uso concomitante de nicorandilo e de inibidores das fosfodiesterases do tipo 5, por exemplo, o sildenafil, o tadalafil ou o vardenafil está contra-indicado, dado que pode levar a uma queda da tensão arterial brusca e repentina.
Efeitos indesejáveis/adversos
Cardiopatias
Frequentes: Aumento da frequência cardíaca, após administração de doses elevadas.


Doenças do sistema nervoso
Muito frequentes: Cefaleias, especialmente durante os primeiros dias de tratamento.
Frequentes: Tonturas.


Afecções oculares
Frequência desconhecida: Conjuntivite, úlcera da conjuntiva, úlcera da córnea.


Doenças gastrointestinais
Frequentes: Náuseas, vómitos.
Raros: ulcerações gastrintestinais tais como aftoses, úlceras na boca, na língua, no intestino e ânus.

Estas úlceras, se avançadas, podem degenerar em perfuração, fístulas ou formação de abcessos.


Afecções dos tecidos cutâneos e subcutâneos
Raros: Diferentes tipos de rash, prurido.
Muito raros: Angioedema.

Ulcerações da pele e das mucosas (principalmente ulceração perianal, genital e paraestomal).


Afecções musculosqueléticas e dos tecidos conjuntivos
Raros: Mialgia.


Vasculopatias
Frequentes: Vasodilatação cutânea acompanhada de rubor.
Pouco frequentes: diminuição da tensão arterial, após administração de doses elevadas.


Perturbações gerais
Frequentes: Sensação de fraqueza.


Afecções hepatobiliares
Muito raros: Disfunções da função hepática tais como hepatite, colestase ou icterícia.
Advertências
Gravidez
Gravidez:
Gravidez:Não se dispõe de informação útil; o produtor recomenda que se use só se não houver uma terapêutica mais segura. Risco fetal desconhecido, por falta de estudos alargados.
Aleitamento
Aleitamento:
Aleitamento:Evitar; não há informação útil.
Condução
Condução:
Condução:Risco de hipotensão; pode alterar a capacidade de condução.
Precauções gerais
O nicorandilo pode provocar ulcerações gastrointestinais, bem como ulcerações da pele e das mucosas .

Se ocorrerem ulcerações, recomenda-se a descontinuação do tratamento com nicorandilo.


Foram reportados casos de perfuração gastrointestinal com o uso concomitante de nicorandilo e corticosteróides.

Aconselha-se precaução quando for considerado o seu uso concomitante.


O nicorandilo deverá ser administrado com precaução nos doentes hipovolémicos ou que apresentem uma pressão arterial sistólica baixa (por ex.: inferior a 100 mmHg).


Recomenda-se precaução se o nicorandilo for utilizado em associação com outros medicamentos que reduzam a tensão arterial .


População pediátrica
O nicorandilo não está recomendado em doentes pediátricos, uma vez que não está estabelecida a sua segurança e efetividade neste grupo etário.
Cuidados com a dieta
Não tome nicorandilo com bebidas alcoólicas, pois a sua tensão arterial pode baixar mais do que devia.
Resposta à overdose
Procurar atendimento médico de emergência, ou ligue para o Centro de intoxicações.

Sintomas:
Em caso de sobredosagem, a sintomatologia esperada será uma vasodilatação periférica com queda da tensão arterial e taquicardia reflexa.


Tratamento:
Recomenda-se a monitorização da função cardíaca e medidas de apoio geral.

Se não resultar, dever-se-á aumentar o volume plasmático circulante através da substituição de fluidos.

Em caso de risco de vida dever-se-á considerar a administração de vasopressores.
Terapêutica interrompida
Tente tomar nicorandilo diariamente, sempre de acordo com as instruções do seu médico.

Contudo, no caso de se esquecer de uma dose, continue normalmente a tomar a dose seguinte.

Não tome uma dose a dobrar para compensar um comprimido que se esqueceu de tomar.
Cuidados no armazenamento
Não conservar acima de 25º C.

Manter este medicamento fora da vista e do alcance das crianças.
Espectro de susceptibilidade e tolerância bacteriológica
Sem informação.
Usar com precaução

Nicorandilo + Corticosteroides

Observações: N.D.
Interações: Foram notificados casos de perfuração gastrointestinal associados à utilização concomitante de nicorandilo e corticosteróides. Recomenda-se precaução quando for considerada a sua utilização concomitante. - Corticosteroides
Contraindicado

Nicorandilo + Sildenafil

Observações: N.D.
Interações: A utilização concomitante de nicorandilo e de inibidores das fosfodiesterases de tipo 5, por exemplo sildenafil, tadalafil, vardenafil, está contra-indicada, dado poder originar uma descida grave da pressão arterial. As doses terapêuticas de nicorandilo podem baixar a pressão arterial nos doentes com hipotensão. - Sildenafil
Contraindicado

Nicorandilo + Tadalafil

Observações: N.D.
Interações: A utilização concomitante de nicorandilo e de inibidores das fosfodiesterases de tipo 5, por exemplo sildenafil, tadalafil, vardenafil, está contra-indicada, dado poder originar uma descida grave da pressão arterial. As doses terapêuticas de nicorandilo podem baixar a pressão arterial nos doentes com hipotensão. - Tadalafil
Contraindicado

Nicorandilo + Vardenafil

Observações: N.D.
Interações: A utilização concomitante de nicorandilo e de inibidores das fosfodiesterases de tipo 5, por exemplo sildenafil, tadalafil, vardenafil, está contra-indicada, dado poder originar uma descida grave da pressão arterial. As doses terapêuticas de nicorandilo podem baixar a pressão arterial nos doentes com hipotensão. - Vardenafil
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Nicorandilo + Antidepressores (Tricíclicos)

Observações: N.D.
Interações: Se o nicorandilo for utilizado concomitantemente com fármacos antihipertensores ou outros medicamentos que reduzem a pressão arterial (por exemplo, vasodilatadores, antidepressores tricíclicos, álcool), o efeito de redução da pressão arterial pode ser potenciado. - Antidepressores (Tricíclicos)
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Nicorandilo + Álcool

Observações: N.D.
Interações: Se o nicorandilo for utilizado concomitantemente com fármacos antihipertensores ou outros medicamentos que reduzem a pressão arterial (por exemplo, vasodilatadores, antidepressores tricíclicos, álcool), o efeito de redução da pressão arterial pode ser potenciado. - Álcool
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Nicorandilo + Vasodilatadores

Observações: N.D.
Interações: Se o nicorandilo for utilizado concomitantemente com fármacos antihipertensores ou outros medicamentos que reduzem a pressão arterial (por exemplo, vasodilatadores, antidepressores tricíclicos, álcool), o efeito de redução da pressão arterial pode ser potenciado. - Vasodilatadores
Potencialmente Grave

Vardenafil + Nicorandilo

Observações: Estudos in vitro Vardenafil é metabolizado predominantemente por enzimas hepáticas através da isoforma 3A4 do citocromo P450 (CYP), com alguma contribuição das isoformas CYP3A5 e CYP2C. Assim, os inibidores destas isoenzimas podem reduzir a taxa de depuração do vardenafil.
Interações: O nicorandilo é um composto híbrido ativador dos canais de potássio (abertura) e nitrato. Devido ao seu componente nitrato, este fármaco tem o potencial de gerar interacções graves com o vardenafil. - Nicorandilo
Contraindicado

Nicorandilo + Inibidores das fosfodiesterases de tipo 5 (PDE5)

Observações: N.D.
Interações: A utilização concomitante de nicorandilo e de inibidores das fosfodiesterases de tipo 5, por exemplo sildenafil, tadalafil, vardenafil, está contra-indicada, dado poder originar uma descida grave da pressão arterial. As doses terapêuticas de nicorandilo podem baixar a pressão arterial nos doentes com hipotensão. - Inibidores das fosfodiesterases de tipo 5 (PDE5)
Potencialmente Grave

Sildenafil + Nicorandilo

Observações: n.d.
Interações: Efeitos de outros medicamentos sobre o sildenafil: Estudos in vivo: O nicorandil é um composto híbrido constituído por um activador dos canais do potássio e nitrato. Devido ao seu componente nitrato tem o potencial de causar uma interacção grave com o sildenafil. - Nicorandilo
Identificação dos símbolos utilizados na descrição das Interações do Nicorandilo
Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 26 de Novembro de 2020