Menaquinona (vitamina K2)

O que é
A vitamina K2, a forma de armazenamento principal em animais, tem vários subtipos, que diferem em comprimento da cadeia isoprenóide. Estes homólogos de vitamina K2 são chamados menaquinonas, e são caracterizados pelo número de resíduos de isoprenóides nas suas cadeias laterais.

Menaquinonas são abreviados MK-n, em que M significa menaquinona, o K representa vitamina K, e o símbolo n representa o número de resíduos de cadeia lateral isoprenóide.
Por exemplo, a menaquinona-4 (MK-4 abreviado) tem quatro resíduos de isopreno na sua cadeia lateral.
A menaquinona-4 (também conhecida a menatetrenona a partir dos seus quatro resíduos de isopreno) é o tipo mais comum de vitamina K2 em produtos para animais uma vez que o MK-4 é normalmente sintetizado a partir de vitamina K1 em certos tecidos animais (paredes arteriais, pâncreas, e ensaios) por substituição fitilo da cauda com uma cauda de geranilgeranilo insaturado contendo quatro unidades isopreno, assim dando origem a menaquinona-4.
Este homólogo de vitamina K2 pode ter funções enzimáticas distintas daquelas da vitamina K1.

A menaquinona-7 é diferente de MK-4 em que não é produzido pelo tecido humano.
MK-7 pode ser convertido a partir de filoquinona (K1) no cólon por bactérias E. coli.
No entanto, menaquinonas bactérias derivadas (MK-7) parecem contribuir minimamente para o estado geral de vitamina K.
MK-4 e MK-7 são encontradas tanto nos Estados Unidos em suplementos dietéticos para a saúde óssea.

O MK-4 tem mostrado diminuir a incidência de fracturas até 87%.
MK-4 (45 mg por dia) foi aprovado pelo Ministério da Saúde no Japão desde 1995 para a prevenção e tratamento da osteoporose.

Todas as vitaminas K são semelhantes na estrutura:
Partilham o anel "quinona", mas diferem no comprimento e grau de saturação da cauda de carbono e o número de "cadeias laterais"

O número de cadeias laterais está indicado em nome da menaquinona particular (por exemplo, MK -4 significa quatro unidades moleculares - chamados de unidades de isopreno - estão ligados à cauda de carbono) e isso influencia o transporte para diferentes tecidos-alvo.
Usos comuns
Dentre os benefícios da vitamina K2, podemos citar, por exemplo, sua ação de ativar a osteocalcina, cuja produção é de responsabilidade dos osteoblastos.

A osteocalcina é fundamental para que o cálcio seja assimilado na matriz óssea.

Além disso, esta proteína ainda evita o depósito de cálcio nas artérias.

A vitamina K2, portanto, é essencial para a saúde do organismo, pois é ela que impede que a ação da vitamina D deposite cálcio nas artérias.

A vitamina K se apresenta em duas formas: vitamina K1 e vitamina K2.

Enquanto a vitamina K1 pode ser obtida por meio da alimentação de vegetais e contribui para a manutenção da coagulação saudável do sangue, a vitamina K2 tem sua produção feita por bactérias, e se encontra em boa quantidade no nosso aparelho digestivo.

Entretanto, a vitamina K2 não é absorvida pelo aparelho digestivo com facilidade, indo direto para os ossos, paredes dos vasos sanguíneos e outros tecidos, com exceção do fígado.

A vitamina K2 apresenta variações, como MK4, MK7, MK8 e MK 9, sendo que a forma mais importante para nós é a MK7.

A MK7 tem sua extração obtida do natto, um produto que deriva da soja quando esta se encontra fermentada.

Boas quantidades de vitamina K2 podem ser ingeridas com o consumo do natto.

A vitamina K2 ainda pode ser encontrada em queijos fermentados.

De entre as principais fontes alimentares de vitamina K, encontram-se os seguintes alimentos: leite, couve, espinafre, nabiças, brócolos, ovo, alface, fígado, colza e soja. A vitamina K é bastante sensível à radiação ultravioleta, pelo que, a fim de preservar esta vitamina, os alimentos devem ser protegidos da luz.
Tipo
Sem informação.
História
Na coagulação sanguínea, o papel da vitamina K já é conhecido desde 1930.
Indicações
A Vitamina K, é uma vitamina lipossolúvel necessária em três tipos de processos críticos que ocorrem no nosso organismo: coagulação sanguínea, regulação do teor mineral ósseo e integridade das paredes dos vasos sanguíneos.
Classificação CFT

N.D.

Mecanismo De Ação
O papel mais conhecido da vitamina K está relacionado com a sua ação no processo de coagulação sanguínea.

Ela é fundamental para síntese hepática de proteínas envolvidas neste processo, como os fatores II (pró-trombina), VII, IX e X (fatores de coagulação) e as proteínas C, S e Z (inibidoras da coagulação).

A hidroquinona, forma reduzida e ativa da vitamina, atua como cofator para uma enzima carboxilase, responsável pela reação de carboxilação de resíduos de ácido glutâmico (Glu) presentes em proteínas dependentes de vitamina K.

A carboxilação do Glu, por sua vez, leva a formação do ácido γ-carboxiglutâmico (Gla), tornando as proteínas biologicamente ativas.

Uma parte importante do metabolismo de vitamina K está relacionada a sua via de recuperação, denominada de ciclo da vitamina K.

Quando um resíduo de glutamato é carboxilado, a vitamina K sofre oxidação, gerando 2,3-epoxi vitamina K.

Esse metabólito é convertido novamente à sua forma ativa, pela ação da enzima microssomal, epoxi redutase de vitamina K e uma ou mais quinona redutases de vitamina K.

Alguns anticoagulantes, como a warfarina e o dicumarol atuam bloqueando a redução do epóxido de vitamina K, impedindo o processo de reutilização da vitamina.

Outra função da vitamina k está relacionada com a regulação do íon cálcio na matriz óssea como parte da osteocalcina (proteína do osso), uma vez que aminoácido Gla também se apresenta ligado ao mineral.

Portanto, a vitamina é importante no desenvolvimento precoce do esqueleto e na manutenção do osso maduro sadio.

Além dessas funções, a vitamina k também é importante para o crescimento celular, pois está envolvida na síntese de proteínas presentes no plasma, rins e outros tecidos.
Posologia Orientativa
Adultos, tomar 1 (uma) cápsula vegetal por dia, de preferência com as refeições.
Administração
Via oral.

Tomar às refeições.
Contraindicações
Hipersensibilidade à Menaquinona.

Anticoagulantes.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Sem informação.
Advertências

Sem informação.

Precauções Gerais
Todas as formas de vitamina K podem interagir com medicamentos anticoagulantes.
Cuidados com a Dieta
Sem informação.
Terapêutica Interrompida
Sem informação.
Cuidados no Armazenamento
Manter este medicamento fora da vista e do alcance das crianças.

Conservar em local seco, fresco (15º a 30ºC) e ao abrigo da luz e humidade.
Espetro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
Informe o seu Médico ou Farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica (OTC), Produtos de Saúde, Suplementos Alimentares ou Fitoterapêuticos.

Os suplementos alimentares não devem ser utilizados como substitutos de um regime alimentar variado e de um estilo de vida saudável.

Se estiver grávida, a amamentar, a tomar alguma especialidade farmacêutica ou se sofre de alguma doença, consulte o médico antes de tomar este suplemento.
Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 31 de Outubro de 2019